26/10/2015

Planejamento Estratégico

Associação Brasileira dos Engenheiros Agrícolas – ABEAG

Planejamento Estratégico

Fundação

Fundada em 21/07/1999 (vinte e um de julho de mil novecentos e noventa e nove), por uma Assembleia de Constituição, realizada no XXVIII (vigésimo oitavo) Congresso Brasileiro de Engenharia Agrícola, em Pelotas no Rio Grande do Sul.


Localização

Rua Presidente Bernandes, 1910 – CEP: 85801-180, sob CNPJ: 03.705.333/0001-04, com sede e Foro na Cidade Cascavel, Paraná.


Associados

Fundadores

Os que participaram da Assembléia de Fundação e aqueles que foram admitidos até a data de 31/12/1999 (trinta e um de dezembro de mil novecentos e noventa e nove).

Efetivos

Os Engenheiros Agrícolas que tenham suas propostas de admissão aprovada pela Diretoria Executiva.

Honorários

As personalidades nacionais ou estrangeiras que tenham prestado relevantes serviços a classe, indicados por proposta devidamente justificada pela Diretoria executiva e aprovada pela Assembleia Geral Ordinária ou Extraordinária.

Entidades de classe

As Entidades Regionais (Estaduais) que congregam os profissionais Engenheiros Agrícolas.

Instituição Ensino

Os Departamentos de Engenharia Agrícola das Instituições de Ensinos (Universidades) e Diretório Acadêmico de Engenharia Agrícola.

Estudantes

Os estudantes com coeficientes de progressão igual ou superior a 60% (sessenta por cento) da carga horária do curso de Engenharia Agrícola que tenham suas propostas de admissão apresentada pelo Diretório Acadêmico ou outro associado e aprovada pela Diretoria Executiva.


Criação

A criação da ABEAG Nacional como associação de classe servirá como um ótimo meio para discutir problemas – e suas soluções – de nossa categoria profissional.

Será ainda uma boa forma de se fazer ouvir na sociedade e, por que não, pressionar o patronato ou o próprio governo por benefícios ou melhorias.


Diretrizes

a) Fortalecer e consolidar a ABEAG Nacional como efetivo canal de comunicação dos Engenheiros Agrícolas com a sociedade;

b) Intercâmbio com as Instituições de Ensinos, Agremiações Acadêmicas e na promoção de atividades de ensino;

c) Realização de congressos, seminários, conferências e reuniões técnicas, em conjunto com as ABEAGs Regionais, para estimular e desenvolver o intercâmbio entre especialistas e associações congêneres, do país e do exterior;

d) Divulgação de estudos, pesquisas, trabalhos técnicos e informações pela própria associação ou por outros meios de divulgação;

e) Publicação e difusão de trabalhos de associados e de noticiários de interesse da associação;

f) Incentivar e preservar a unidade da classe a nível estadual em torno de seus problemas, a nível nacional em conjunto com as ABEAGs Regionais;

g) Denunciar indivíduos, agremiações, ou grupos não credenciados que pretendem representar a classe profissional;

h) Ressaltar, perante a sociedade, o importante papel do Engenheiro Agrícola como agente do desenvolvimento e relacionar a Engenharia Agrícola ao interesse público;

i) Alertar autoridades sobre projetos e obras de Engenharia Agrícola necessários a adequadas condições de qualidade de vida e de qualidade ambiental;

j) Defender direitos e interesses dos Engenheiros Agrícolas, em especial no tocante a atribuições profissionais, mercado e condições de trabalho;

k) Defender formação de Engenheiros Agrícolas de perfil coerente com os desafios impostos pelas amplas transformações sociais e tecnológicas que afetam o mundo;

l) Defender critérios de formação profissional que privilegiem a competência e condições favoráveis para ensino de qualidade;

m) Contribuir para integração dos estudantes de Engenharia Agrícola com a realidade profissional;

n) Conjugar esforços com entidades congêneres ou de interesses comuns no sentido de fortalecimento de suas atuações.


Metas

a) Fortalecer os departamentos existentes, estimular a recuperação daqueles que estão com atividades paralisadas e motivar a fundação em estados onde inexistam;

b) Nortear a atuação da ABEAG Nacional pela difusão de seus objetivos, atividades e propósitos, com foco na opinião pública;

c) Ampliar a atuação da ABEAG Nacional nas relações com autoridades;

d) Fortalecer a atuação da ABEAG Nacional na defesa de interesses específicos da profissão;

e) Elaborar estudo sobre o perfil do Engenheiro Agrícola de que o Brasil precisa;

f) Combater afrouxamento nos critérios de formação dos Engenheiros Agrícolas;

g) Contribuir para aprimoramento do ensino da Engenharia Agrícola;

h) Atuar em parceria com docentes e discentes dos cursos de Engenharia Agrícola com vistas ao aprimoramento do ensino e à integração acadêmica com a realidade profissional;

i) Promover integração da ABEAG Nacional com entidades representativas da classe nos âmbitos nacional e internacional.


Informações Gerais

O agronegócio brasileiro tem conquistado espaços no mercado mundial de carne, grãos, açúcar, álcool, biodiesel e mostra potencial ainda pouco explorado para frutas, hortaliças, dentre tantos outros produtos.

Nós, engenheiros e agentes transformadores dessa nova realidade, devemos estar preparados para ela. Mas, se por um lado estamos mais perto das pessoas pelo outro estamos ainda longe de problemas que deveríamos estar resolvendo e que persistem ou crescem.

Nesse cenário é que cada vez mais o movimento associativo ganha expansão, sendo considerado uma mais valia no desenvolvimento da sociedade e na conquista de espaço pelo profissional da engenharia agrícola.


Objetivo

A ABEAG Nacional, é uma associação civil de direito privado, sem fins lucrativos, de duração indeterminada e número ilimitado de associados, congrega profissionais, além das entidades regionais.


Missão

Congregar, promover a valorização, capacitação e aperfeiçoamento profissional, efetivar a engenharia agrícola pública realizando convênios com organizações públicas e privadas, e representar os profissionais Engenheiros agrícolas em seus direitos e interesses no âmbito nacional.


Valores

  • Ética Profissional
  • Moral e bons costumes
  • Gestão independente
  • Responsabilidade socioambiental
  • Inclusão social
  • Zelo administrativo

Visão

Ser reconhecida por atuar em defesa e promoção dos profissionais ligados a entidade e como instrumento de suporte a ações de interesse da sociedade.