CONFEA divulga ações da ABEAG no Congresso Nacional em prol da carreira dos Engenheiros Agrícolas

Atento à oportunidade de trabalho para Engenheiros Agrícolas na carreira pública, o coordenador do Colégio de Entidades Nacionais (Cden) e representante da categoria, eng. agric. Valmor Pietsch, pautou o assunto com parlamentares nesta terça-feira (26/03).

Confira a notícia divulgada no site do CONFEA: “Carreira pública: engenheiros agrícolas articulam demanda no Congresso Nacional”

Leia também: Presidente da ABEAG assume Coordenadoria do CDEN – Colégio de Entidades Nacionais

Valmor Pietsch (direita) em reunião com o senador Flávio Arns (2º da esquerda)

Com o senador Flávio Arns (Rede-PR) foi articulada a tramitação de projeto de lei que possibilite que concursos públicos não mais especifiquem modalidade ou título profissional, mas sim definam s profissionais habilitados pelos conselhos de fiscalização que podem participar do processo seletivo.

Na avaliação do representante do Sistema Confea/Crea, a audiência foi positiva. “O senador pediu para ajudarmos a fazer a minuta de projeto de lei federal”, comentou Valmor Pietsch ao CONFEA, que também é presidente da Associação Brasileira dos Engenheiros Agrícolas (Abeag) e da Associação dos Engenheiros e Arquitetos de Cascavel (AEAC).

Valmor Pietsch e o Deputado Federal Evandro Roman (esquerda) em voo à Brasília

Antes do encontro com o senador, ainda durante voo entre Cascavel (PR) e Brasília, a caminho do Confea no dia 26, Pietsch esteve com o Deputado Federal Evandro Roman (PSD-PR), para quem a pauta foi apresentada.

“Comentando que o projeto é ‘justo’, o parlamentar ficou sensibilizado com nossa proposta e disse que após tramitar no Senado, fará a defesa na Câmara e solicitará a função de relator.”

Valmor Pietsch afirmou em relação à posição do deputado Evandro Roman

Proposta

O projeto de lei que deverá ser elaborado pelo Sistema Confea/Crea irá tratar de regulamentação de concursos públicos.

A proposta é de que os processos seletivos não mais especifiquem modalidades ou títulos, mas contemplem profissionais habilitados pelo Sistema com atribuições que serão deliberadas pelas câmaras especializadas, evitando assim a restrição de profissionais capacitados para o desempenho de suas atividades.

O que acontece hoje é que, com o sombreamento das atribuições profissionais entre modalidades, inúmeros editais de concurso não abrangem todos os profissionais com competência para o melhor desempenho das atividades na carreira púbica. A proposta de projeto de lei visa corrigir essa situação.

Iniciativa

A pauta proposta pela categoria de engenheiros agrícolas foi inicialmente tramitada no Confea, com o vice-presidente eng. eletric. Edson Delgado, ainda em agosto do ano passado. Ao recepcionar a demanda, foi atribuída à Assessoria Parlamentar do Conselho a tarefa de elaborar a minuta do projeto de lei.

Valmor Pietsch ao lado do vice-presidente do Confea, eng. eletric. Edson Delgado

Ainda naquele 7 de agosto, Valmor Pietsch tratou do assunto com o então deputado Alex Canziani (PTB-PR) e com o deputado Rubens Bueno (PPS-PR), reeleito para esta legislatura e que naquela ocasião garantiu apoio ao pleito do Sistema.

Em reconhecimento à iniciativa, o vice-presidente do Confea reafirmou compromisso com os engenheiros agrícolas em mensagem enviada a Valmor Pietsch.

“O Confea estará sempre à disposição para apoiar iniciativas que venham ao encontro dos interesses de todos profissionais e de nossas modalidades, principalmente em questões proativas.”

Edson Delgado, vice-presidente do CONFEA

Texto por: Julianna Curado – Equipe de Comunicação do Confea

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *